A revolução digital, a era do cliente, a globalização e a velocidade das mudanças em todas as áreas do conhecimento – educação, ciência, arte, tecnologia – vêm afetando diretamente o mundo dos negócios.

O Business Model Generation: inovação em modelos de negócios é mais do que um simples livro. É um rico manual que pode ajudar muito o empreendedor que está começando a pensar seu novo negócio. Seu objetivo é fazer com que o empreendedor utilize o quadro Canvas para criar seu negócio de forma sistêmica, com criatividade, permitindo pensar inovações que possam oferecer uma Proposta de Valor única, planejando e visualizando as principais funções de um negócio. Ao fornecer uma visão holística e flexível do modelo de negócios, o Canvas auxilia os empreendedores nos processos de criação, diferenciação e inovação, aprimorando seu modelo de negócios para conquistar mais clientes e lucros.

É importante deixar claro que o Modelo de Negócios não é a mesma coisa que Plano de Negócios: a análise e reflexão sobre o Modelo possibilita a elaboração de um Plano bem estruturado e com maior potencial de sucesso. Mudanças no Modelo de Negócios implicam automaticamente em atualizações no Plano de Negócios.

Quatro etapas básicas compõem o Quadro: o que, quem, como e quanto. As quatro são divididas entre nove blocos (ou funções) que devem ser preenchidos com post-its para facilitar o acréscimo, remoção e realocação das ideias.

 

 

Entendendo os 9 componentes do Canvas

 

Segmento de clientes

Segmentação de clientes é uma técnica bastante utilizada em marketing para entender e escolher o público alvo que se deseja desenvolver.

Basicamente consiste em você atribuir algumas características comportamentais, demográficas, sociais, econômicas, psicológicas e até religiosas para o seu público.

Um modelo de negócios pode definir um ou vários Segmentos de clientes, grandes ou pequenos. Uma organização deve fazer uma decisão consciente sobre quais segmentos a servir e que segmentos deve ignorar.

Uma vez que esta decisão é tomada, um modelo de negócio pode ser cuidadosamente projetado em torno de um forte entendimento de especificações do cliente e suas necessidades.

Grupos de clientes representam segmentos distintos:

  • Se as suas necessidades requerem e justificam ofertas diferentes.
  • Se eles são alcançados através de Canais de Distribuição diferentes.
  • Se eles exigem diferentes tipos de relacionamentos.
  • Se eles estão dispostos a pagar por aspectos diferentes da oferta.

Existem vários tipos diferentes de segmentos de clientes, como:

  • Mercado de massa;
  • Mercado Específicos;
  • Mercado Segmentado;
  • Mercado Diversificado.

 

Proposta de Valor

A Proposta de Valor é o Analgésico para a Dor de Cabeça do seu Segmento de Clientes. É o motivo pelo qual os clientes escolherão a sua empresa ou outra.

O seu modelo de negócios pode ter mais de uma proposta de valor. Cada proposta pode resolver um problema ou satisfazer uma necessidade diferente de cada Segmento de Clientes.

Esse componente do Modelo de Negócios descreve o pacote de produtos e serviços que criam valor para o seu cliente. Posteriormente você poderá cobrar, do seu cliente, por cada proposta de valor que seu produto/ serviço oferece.

Quando você pensar em Proposta de Valor, precisará fazer as seguintes perguntas a si mesmo:

– Que valor entregamos ao cliente com esse produto?

– Qual problema estamos ajudando a resolver?

– Que necessidades estamos satisfazendo?

– Que conjunto de produtos e serviços estamos oferecendo para cada tipo de cliente?

Alguns tipos de Proposta de Valor:

  • Novidade
  • Customização
  • Design
  • Preço
  • Redução de Custos
  • Conveniência
  • Economia de tempo

 

Canais de Distribuição

O bloco Canais descreve como seu negócio se comunica e alcança seus Segmentos de Clientes para entregar os benefícios prometidos pela sua Proposta de Valor. Os canais servem a diversas funções, incluindo:

  • Ampliar o conhecimento dos clientes sobre os produtos e serviços oferecidos pelo seu Modelo de Negócios;
  • Ajudar os seus clientes a avaliar a Proposta de Valor do seu negócio;
  • Permitir que os clientes comprem produtos e serviços específicos;
  • Transportar e entregar a Proposta de Valor até os seus clientes;
  • Disponibilizar suporte ao cliente após a compra.

Encontrar a mistura certa de Canais para satisfazer o modo como os clientes querem ser contatados é crucial para levar uma Proposta de Valor ao mercado.

 

Relacionamento com clientes

O bloco Relacionamento com Clientes descreve como atrair clientes para seu canal de vendas, mantê-los nessa condição e obter crescentes receitas deles ao longo do tempo.

Os tipos de Relacionamentos utilizados pelo seu Modelo de Negócios vão influenciar profundamente a experiência geral de cada cliente.

Algumas práticas de relacionamento com o cliente são:

  • Assistência Pessoal;
  • Assistência Pessoal dedicada;
  • Self Service;
  • Serviços automatizados;
  • Comunidades;
  • Cocriação.

 

Fontes de Receita

O bloco Fontes de Receitas e Preços é um dos mais difíceis de preencher, mas tem importância crítica, pois dá sentido financeiro ao modelo de negócios. Se o seu Segmento de Clientes é o coração do seu Modelo de Negócios, o componente Fontes de Receitas é a rede de artérias.

Comumente um Modelo de Negócios pode ter dois tipos diferentes de Fontes de Receitas:

  1. Transações de renda resultantes de pagamento único
  2. Renda recorrente, resultante do pagamento constante, advindo da entrega de uma Proposta de Valor aos clientes ou do suporte pós-vendas

Existem diversas formas de fontes de receitas. Algumas delas são:

  • Venda de recursos;
  • Taxa de uso;
  • Taxa de assinatura;
  • Empréstimo ou aluguel;
  • Licenciamento;
  • Taxa de corretagem;
  • Anúncios.

 

Estrutura de Custos

Aqui se descreve todos os custos necessários para o funcionamento do modelo de negócio. A criação e entrega de valor, manter o relacionamento com os clientes, todos estes passos têm um custo. Tais custos podem ser calculados de forma relativamente fácil depois da definição dos recursos-chave, atividades-chave, e parcerias importantes.

Algumas Perguntas Chaves:

  • Quais são os custos mais importantes inerentes aos nossos negócios modelo?
  • Quais são os recursos-chave mais caros?
  • Quais são as Atividades-chave mais caras?

Naturalmente, os custos devem ser minimizados em todas as áreas do modelo de negócio. Mas estruturas de baixo custo são mais importante para alguns modelos de negócios do que para outros.

A estrutura de custos pode ter as seguintes características:

  • Custos fixos
  • Custos variáveis
  • Economias de escala
  • Economias de Escopo

 

Recursos Chave

Todo modelo de negócio exige recursos-chave. Estes recursos permitem que uma empresa crie e ofereça uma proposta de valor, que alcance mercados e mantenha relações com segmentos de clientes. Diferentes Recursos-chave são necessários, dependendo do tipo de modelo de negócio.

Algumas Perguntas Chave:

Que Recursos-chaves exigem…

  • Nossas propostas de valor?
  • E nossos canais de distribuição?
  • Nossos canais de relacionamento com o Cliente?
  • Nossas fontes de receita?

Os Recursos-chave podem ser classificados da seguinte forma:

  • Recursos Físicos
  • Recursos Intelectuais
  • Recursos Humanos
  • Recursos Financeiro

 

Atividades Chave

Neste passo se descrevem as atividades e processos chaves mais importantes necessários que deve ter para atingir seu objetivo. Cada modelo de negócio exige uma série de atividades-chave. Estas são as ações mais importantes que uma empresa deve tomar para operar com sucesso.

As Atividades Chave podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Produção
  • Resolução de Problemas
  • Plataforma / Rede

 

Parceiros Chave

Neste passo se descreve a rede de fornecedores e parceiros necessárias para nosso modelo de negócios. As Empresas fazem parcerias, por muitas razões, e parcerias estão se tornando uma pedra angular de muitos modelos de negócios. As Empresas criam alianças para otimizar seus modelos de negócios, e reduzir o risco, ou para adquirir recursos.

Podemos distinguir quatro tipos diferentes de parcerias:

  • Alianças estratégicas entre empresas não concorrentes.
  • Competição: parcerias estratégicas entre concorrentes.
  • Joint ventures para desenvolver novos negócios.
  • Relações comprador-fornecedor para garantir confiabilidade nos suprimentos.

 

Lembre-se de que o Canvas não é algo que se constrói apenas uma vez e de forma definitiva. Os negócios, o comportamento do consumidor, a tecnologia estão em constantes mudanças; sendo assim, atente-se para o seu Modelo de Negócios e sempre se pergunte se ele está adequado a sua realidade atual. Teste diferentes ideias, pergunte a opinião das pessoas, ouça seus clientes e parceiros, inove!

Você pode fazer seu Canvas online no site da Strategyzer

Ainda está confuso em relação ao seu Modelo de Negócios? A Mentoria realizada pela equipe de parceiros da UpStairs pode te ajudar! Ligue no (35) 3722-7911 e marque um café com a gente!