O coworking está entre um dos elementos mais participativos da transição que vivemos nos moldes de trabalho. Afinal de contas, esses versáteis ambientes mostraram que é possível, sim, empreender com um investimento baixo e sem perder as qualidades que contribuem para gerar mais credibilidade aos clientes, como um endereço comercial e infraestrutura de ponta.

Trata-se, portanto, de uma excelente oportunidade para você compor ou remodelar a sua empresa e, assim, reduzir gastos para colocar a sua rotina corporativa em prática. Quer saber de quais maneiras um coworking pode proporcionar isso para o seu negócio? É só seguir com a leitura deste artigo!

O que é e como funciona um coworking?

São espaços compartilhados em que uma ou mais pessoas e empresas dividem um teto, objetivos, metas e os desafios diários. Com isso, reduzir gastos se torna uma agradável consequência porque muitos custos fixos e variáveis — como a manutenção do espaço e insumos de escritórios, entre outros — já estão presentes nesses locais.

Isso porque tudo está embutido no valor que você e outros empreendedores já arcam com a mensalidade do coworking ideal para as suas necessidades e objetivos. O valor é diluído entre todos, o que ajuda a reduzir gastos de maneira significativa no seu orçamento mensal — com uma economia que vai de 30 a 90%, até, ao transferir o escritório para um local compartilhado.

É de se notar, entretanto, que esses custos — como o aluguel de imóveis e outras taxas e tributações — variam entre estados e cidades. Com isso, a redução de gastos é bastante variável e se estende além de questões mais palpáveis, como o porte de sua empresa. No entanto, já é imediata a mudança sentida ao ir de um escritório para o coworking.

Você pode reduzir gastos no dia a dia

Mencionamos acima, mas vale o reforço. Vamos elencar, rapidamente, alguns gastos que compõem a rotina de qualquer empresa? Por exemplo:

  • Aluguel de salas;
  • Custos com o condomínio de um local comercial;
  • IPTU e outros tributos;
  • Mobília e equipamentos;
  • Contratação e treinamento de funcionários de limpeza e serviços de secretária e segurança;
  • Luz, água, internet e telefone;
  • Manutenção.

Veja, agora, o quanto isso tudo já está incluso em um coworking. E com um investimento muito mais em conta!

Você paga apenas pelo que usar no coworking

Os espaços de coworking estão a cada dia mais alinhados com as necessidades e demandas dos empreendedores modernos. Isso significa que os ambientes estão profundamente equipados com materiais e serviços que muitas empresas dependem, e que vão pagar somente a partir de sua utilização. É o conceito de pay-per-use aplicado na prática.

Digamos, por exemplo, que você necessite de salas individuais ou coletivas para a realização de eventos corporativos. No coworking, você utiliza-as de acordo com a demanda do seu negócio. Boa maneira de reduzir gastos e otimizar ao máximo o investimento.

Flexibilidade e mobilidade para a sua empresa

É de se mencionar, também, o quanto um coworking ajuda a flexibilizar e tornar a sua empresa móvel. Afinal, você independe de uma estrutura física para colocar em prática as tarefas do dia a dia, reunindo nesses espaços a sua equipe para tornar a rotina mais dinâmica e produtiva — além do fato que espaços de coworking são excelentes para desenvolver o networking.

São, portanto, locais idealizados para suprir todas as necessidades que você e sua equipe precisam para desenvolver suas atividades. Por ser um ambiente colaborativo, reduzir gastos é uma simples e natural consequência desse modelo de negócio em global expansão.

Quer saber se o seu negócio pode passar por esse qualitativo processo de transição? Então, não deixe de conferir também os motivos pelos quais um coworking é o modelo de negócio ideal para você!

Escritório virtual: a peça chave para ter um endereço comercial - UPStairs Coworking